Rato é o nome geral dos mamíferos roedores da família Muridae. É a maior família de mamíferos existente na atualidade, cerca de 650 espécies, classificadas em cerca de 140 gêneros e em cinco ou seis subfamílias. Uma grande quantidade de informações sobre a anatomia, fisiologia, comportamento e doenças estão disponíveis devido à sua popularidade como animais de laboratório. E esta popularidade se dá por conta de em muitos aspectos assemelharem-se ao humano, sendo fundamental o imunológico o que o faz a melhor escolha para laboratório e vetor de muitas doenças.
Os ratos silvestres foram aparentemente originados nas regiões temperadas da Ásia Central. Através de migrações pelas rotas comerciais e militares, o rato se espalhou pelo mundo. Muitos tipos de rato transformaram-se em espécies invasoras e causaram estragos nos ecossistemas ocupados através da sua migração.

Os ratos são conhecidos especialmente pelo risco à saúde, são portadores de variadas doenças transmissíveis ao homem, como a leptospirose, o hantavírus e a peste bubônica, além de ser hospedeiro para outras doenças, como a toxoplasmose.

Camundongos

Nas áreas urbanas podemos encontrar os camundongos (Mus musculus), eles têm habito noturno e necessitam de habilidades sensoriais especiais para se moverem livremente, encontrarem alimento e fugirem de predadores no escuro. O olfato, por exemplo, é bem desenvolvido. Por onde passam, deixam odores que servem para a orientação de outros indivíduos da colônia. Os camundongos são pequenos roedores que fazem ninhos em cantos de paredes, em amontoados de materiais, em pequenas tocas no chão ou dentro de móveis em residências.

Uma característica que os distingue dos outros tipos de roedores comensais é a neofilia: eles são curiosos por alimentos novos. Seus hábitos alimentares são onívoros, mas preferem cereais e sementes. Estes roedores vivem em pequenos grupos.

Ratazana

As ratazanas (Rattus norvegicus) possuem hábito noturno e entram em edificações urbanas em busca de água, alimento e abrigo. Quando são vistos durante o dia, é porque a infestação já está alta. Reproduzem-se facilmente em com um número muito alto de filhotes por gestação. Para controlar roedores, além do uso de raticidas, é necessário verificar os potenciais abrigos, como terrenos baldios, córregos, depósitos abandonados e outros esconderijos dentro das casas.

Ratazanas são roedores maiores, ótimos nadadores e escavadores e vivem em tocas perfuradas na terra ou em locais protegidos juntos a estruturas de concreto. Geralmente, são encontrados em beiras de córregos e rios, redes de esgoto e fluviais, depósitos de lixo, entre outros locais.

Ratos de Telhado

Nas áreas urbanas podemos encontrar ratos de telhado (Rattus rattus), possuem hábito noturno e entram em edificações urbanas em busca de água, alimento e abrigo.

Este roedor tem grande capacidade para escalar e é bom nadador. Geralmente vivem em lugares altos, mas também podem ser encontrados junto ao solo, onde não existam ratazanas. Seus hábitos alimentares são onívoros, mas preferem cereais em grãos, frutos e vegetais. Estes roedores vivem em pequenas colônias e só formam grandes grupos em condições especiais, como nos lixões. Apresentam um raio de ação de aproximadamente 30 a 60 metros em relação ao abrigo.

Iniciar Conversa
Olá em que podemos ajudar ?